GP 28 – O Jipe do Mar


Recentemente desenvolvi um projeto de uma lancha para pesca artesanal. Associamos a pesca artesanal, normalmente, àqueles pesados barcos de madeira maciça, construídos em estaleiros tradicionais. São barcos caros, já que a madeira de lei está cada vez mais cara (e quando não está, é quase certo que tenha sido extraída ilegalmente). Apesar de toda a admiração e respeito que tenho a carpintaria  naval tradicional, este tipo de construção não é ideal para barcos pequenos. Resulta em muito peso e em geral pouca eficiência. Estruturalmente, peso demais também é um problema, especialmente se o dimensionamento das estruturas não for bem feito (infelizmente, em geral, não é). Barcos assim costumam fazer água o tempo todo, exigem permanente manutenção e são lentos.

Quando comparamos a nossa pesca artesanal com, por exemplo, a pesca artesanal de lagostas da costa do Maine, nos Eua, percebemos a diferença. Lá eles usam os já lendários Lobster Boats, barcos com casco de semi-planeio (o que quer que isso signifique, :)), são rápidos e eficientes. Artesanal é a pesca, a forma de pescar, e não o barco. E a pesca artesanal do Brasil precisa de uma revisão de conceitos. O mesmo esforço e recursos usados para construir um barco de pesca tradicional resultariam em 2 barcos Stitch-and-glue, e por sua vez cada barco destes ofereceria um aumento na eficiência da pesca considerável, devido a sua rapidez (menos tempo se deslocando e mais tempo pescando), menor custo de manutenção, menor consumo de combustível (ou seja, menos óleo diesel despejado no mar) e mais conforto a bordo.

Desta idéia nasceu o GP 28. Partiu de uma encomenda de um barco de pesca no Espírito Santo. No seu layout original ele tem um convés aberto, com muito espaço de trabalho, e um cockpit coberto para 2, além de uma cabine compacta com beliche em V. Porém, com algumas alterações em forma e tamanho de cabine, ele pode ser usado para vários fins. Coloque um banheiro  fechado anexo a cabine, e já é possível ter mais conforto e privacidade para um casal. Estenda a cabine para fazer uma cozinha e um salão, e temos um barco ideal para cruzeiros costeiros. Um trawler, só que muito mais rápido.

O desenho do casco foi desenvolvido para oferecer um bom planeio (velocidade) mas ao mesmo tempo, um ângulo de entrada agudo que permite cortar ondas sem caturrar tanto. Isto diminui o potencial de velocidade, mas possibilita manter velocidade de cruzeiro em mar aberto, sem bater e caturrar como uma lancha convencional. A idéia do casco foi inspirada pelas lanchas Poti Marara do Taiti.

Daí a idéia de chamar este barco de GP28. GP é a sigla que designava o jipe militar americano (a pronúncia da sigla em ing;lês é ji-pi, daí o nome que popularizou o carro), e que significa General Purpose, uso geral. É este o objetivo do GP28, ser uma plataforma para diversos usos. ser um barco de pesca profissional ou esportiva, de transporte de passageiros, de pesquisa, de passeio, de cruzeiro costeiro e pesca sub. Com motorização inboard são muitas opções de motor, desde motores diesel automotivos marinizados, como o robusto MWM 229, até motores turbinados com maior potência.

A construção é stitch-and-glue, para reduzir tempo de construção e a quantidade de madeira bruta (redução de custos). O casco é construído com 3 camadas para chegar a espessura de projeto. Interior e convés podem ser construídos de acordo com as necessidades de cada construtor. Desde que se respeite a posição e dimensões dos elementos estruturais, e se mantenha convés e teto de cabine na altura de projeto, tudo mais pode ser personalizado.

O projeto está disponível para aquisição, e você pode encomendar o projeto com um layout personalizado e as modificações para adaptar o barco a seus objetivos.

Anúncios

Publicado em maio 27, 2017, em barcos a motor, construção artesanal, epóxi e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. JONAS GOMES LOPES

    Ola Gustavo boa tarde, quem passou seu contato foi o povo da redelease.
    Moro no estado do Amapá e pretendo construir um Caique de pesca e preciso comprar os insumos, você teria como me ajudar pois não sei a quantidade de material para construção do mesmo.
    Como moro em uma região bem distante o custo de um Caique de pesca fica muito caro e eu sou daqueles que gostam de criar meus próprios brinquedos, minha esposa brinca comigo dizendo que estou para largar ela por pesca mais oque fazer se é prazeroso kkkkkkk.
    Agradeço se você poder me ajudar.
    Quando terminar de construir o meu caiaque vou lhe convidar para vir pescar no Amazonas.

    Curtir

  2. Rapaz!! Que prazer ler esta matéria! Parabéns, talentoso designer!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: